quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Lidando com o preconceito


Oooooiiiii! Desde que iniciei esse blog ouvi muitos elogios e incentivos pra continuar, mas claro que há também quem não goste e não saiba interpretar a "futilidade" da maneira proposta no blog. Ok, sem problemas, não dá mesmo pra agradar todo mundo.

Confesso que depois de dar inicio aos trabalhos bloguísticos senti uma preocupação maior em me vestir melhor, me arrumar mais, usar mais cremes, makes, enfim, cuidar mais do visual. Armas pra isso eu tenho, portanto, a faca e o queijo na mão pra sair de casa toda trabalhada no fashionismo.

Mas esse rodeio todo foi pra falar que, não só a falta de tempo me faz uma mulher básica no dia a dia, mas sim o "susto" que as pessoas levam quando a gente tá produzida demais (leia-se produzida demais = look + acessórios + make + todo o resto, ou seja, pacote completo.) Alguém concorda?

A não ser que você ande no mundo dos milionários, caso contrário um look bafônico às 10 da matina pode transformar sua vida num caos com direito a fofocas, hipocrisia e comentários maldosos. Alô, Manaus! Alô, Brasil!


E essa queixa não é só minha, já ouvi algumas leitoras falando a mesma coisa. Uma única produção pode te fazer alvo de comentários tipo  "Como ela tá metida" "Como ela mudou" e vários outros veneninhos desnecessários. Hoje mesmo, abri o Blog da Mariah e me deparei com o seguinte comentário dela: "Como é bom sair do jeito que queremos sem ninguém ficar te olhando de cima a baixo?" Detalhe: ela estava em Londres e feliz por poder se jogar na tendência, sem se preocupar com os olhares e fuxicos alheios. Olha que linda:
A blogueira Mariah Bernardes do Blog da Mariah.

Bom, foi um desabafo mas que serve de reflexão pra mim e pra vocês, queridas futiletes. Não podemos deixar que os outros influenciem em nossas decisões pessoais, nem mesmo na hora de colocar uma roupa. Sejamos quem somos não importa o que vão pensar. Acho que muita gente sabe o quanto nos preocupamos com o que vão pensar de nós, mas o Brasil mudou, Manaus mudou, por que nossa sociedade não pode mudar? Ou será que o preconceito está em nós mesmas? É de se pensar.

É por isso que a partir de agora eu vou no supermercado assim ó:
KKKKKK, brincadeira, viu? Lindo look, mas pra outras ocasiões, neam?

Um beijo especial pra todas as pessoas ousadas e corajosas do mundooo. ;*

;* Bj, pras futiletes! ;* Bj, comenta! ;* Bj, me acessa! ;* Bj, me apoia? kkkkkk


2 comentários:

Cacau disse...

Minha linda, você arrasa até com um trapinho, então, não precisa se preocupar....nem tanto Cacau, nem tanto...hahaha. Beijinhos,

Lu disse...

É Cacau, nem tanto!!! hahaha bjss